Está difícil inovar na empresa? Faça um piloto de gamificação

Todos sabemos que, ao mesmo tempo em que muitas empresas nos cobram para termos ações arrojadas no trabalho, às vezes nestes mesmos ambientes encontramos tamanha dificuldade que não nos permite tentar absolutamente nada novo. É comum experimentar frustração em face de orçamentos tão vultosos que são sistematicamente aplicados na mesmice e impedem os colaboradores de se destacar por iniciativas de ponta.

Em nossa experiência, trazer games e gamificação para o trabalho sempre levanta certa resistência. Isso ocorre especialmente nas áreas de operação e qualidade, e eles têm toda a razão: a gamificação acaba trazendo revisão a processos que foram cuidadosamente desenhados – algo que levou tempo e recursos.

Entretanto, quem não quer atingir 47% de redução de tempo em treinamento ou aumentar em até 20x o engajamento de seus colaboradores com treinamentos obrigatórios e regulamentados? Faz muita diferença tanto no clima quanto financeiramente para a empresa.

O melhor jeito de começar: faça um projeto piloto.

Aqui estão alguns passos para facilitar a implementação de um projeto piloto na sua organização:

  1. Identifique uma área com grande quantidade de pessoas, preferencialmente uma área operacional que requer grande quantidade de horas de treinamento. Um grupo de 200 pessoas em empresas grandes, ou de 50 pessoas em empresas menores, é de tamanho suficiente.
  2. Tenha certeza que essa área se beneficiará imediatamente da aplicação de inovação em treinamento: ou seja, possui baixo engajamento nos treinamentos online de sua empresa ou gastam muito tempo neles. Assim, todo benefício será enorme.
  3. Estabeleça com os gestores metas claras para o sucesso do piloto. Uma boa medida é usar treinamentos presenciais e gamificá-los, indicando a redução de tempo e usando uma mesma ferramenta de avaliação para os dois modelos. Assim, ao final do piloto, você comparará os resultados.
  4. Finalmente, crie um cronograma com plano de expansão da gamificação em caso de sucesso. Assim você assegura a perenidade do projeto.

Vemos que sempre vale à pena quando escolhemos uma área onde a dor de tempo e qualidade de treinamento são muito grandes. Os gestores estão mais abertos por entenderem a complexidade do problema e, se a solução tiver início como piloto, com métricas claras e recursos moderados, é mais fácil convencer a liderança a executá-lo.

Todos nós buscamos inovação, difícil é implementar. Com clareza no raciocínio, cronograma e métricas objetivos, estamos já um passo a frente nesse sentido. E aí, vamos inovar com gamificação?

0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *