Lições de games para a vida

Quem começa desde cedo a interagir com games, primeiro por pura diversão e interesse por aqueles gráficos fantásticos, logo se dá conta que há muito mais nos jogos eletrônicos do que se imaginava a princípio.

Games são criações humanas. Portanto, tudo o que é humano está ali presente de alguma forma e, comumente, há uma narrativa no jogo que em muito se assemelha com o que alguns de nós conhecemos como a jornada do heroi.

Para além de sua inscrição cognitiva, na qual podemos afirmar com simplicidade que os jogos treinam nossa tomada de decisão, nos deixam mais familiarizados com situações complexas e com o gerenciamento de múltiplas variáveis ao mesmo tempo, o game tem um impacto no nosso desenvolvimento. Quando jogamos com foco e dedicação, nós nos envolvemos nas narrativas e exercitamos a imaginação. Impulsionamos o cérebro a ir mais longe porque recebemos uma ferramenta que é um receptáculo das nossas imagens interiores.

O game traz de volta a vivência do lúdico, mas também a vivência do imaginado. Nós nos colocamos ali, como gestores de uma empresa, criadores de uma cidade, mantenedores de um clã; somos os herois através das fases do jogo, os espiões, aventureiros ou personagens de fantasia em busca de uma missão. Ao praticar a imaginação, os jogos oxigenam nosso pensamento, incentivando a criatividade e a produção de novas ideias. Quando jogamos, estamos trazendo de volta um certo colorido que a vida adulta insiste em tornar preto e branco.

É por isso que o game, ao nos envolver nessa atmosfera quase mágica, produz engajamento. De certo forma, ele nos liberta das limitações do dia a dia concreto, imediato. Fica mais fácil que competências tão importantes nos atinjam e nós a aprendamos mais rápido e com mais boa vontade. Passamos a ressignificar e internalizar esses conceitos de persistência, aprimoramento, tomada de decisão, criatividade e pensamento analítico.

Tudo isso se nos dispusermos a entrar de fato nos games. Uma pequena dose de jogos eletrônicos pode trazer benefícios incomensuráveis para o desenvolvimento dos colaboradores em larga escala. Tente!

0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *